Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/851
Título: Infância e criança : um estudo em representações sociais com professores de centros de educação da primeira infância – CEPIs / DF
Autor(es): Santos, Adail Silva Pereira dos
Orientador(a): Cerqueira, Teresa Cristina Siqueira
Palavras-chave: SANTOS, Adail Silva Pereira dos. Infância e criança: um estudo em representações sociais com professores de centros de educação da primeira infância – CEPIs / DF. 2016. 114 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação)–Universidade de Brasília, Brasília, 2016.;Crianças - aspectos sociais;Representações sociais;Primeira infância
Data do documento: Feb-2017
Data de defesa: Mar-2016
Editor: Universidade de Brasília
Citação: SANTOS, Adail Silva Pereira dos. Infância e criança: um estudo em representações sociais com professores de centros de educação da primeira infância – CEPIs / DF. 2016. 114 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação)–Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Resumo: O presente trabalho tem como objetivo analisar as representações sociais sobre infância e criança dos professores dos Centros de Educação da Primeira Infância da cidade / DF. Para tanto, procedeu-se a uma abordagem plurimetodológica com base na Teoria das Representações Sociais (MOSCOVICI, 2011). A geração e análise de dados aconteceram em três momentos. No primeiro, caracterizou-se os sujeitos participantes da pesquisa para identificação de suas relações sociais, profissionais, bem como o perfil do grupo. No segundo momento, buscou-se identificar os elementos constituintes da representação social, utilizando a técnica de associação livre, tendo “infância” e “criança” como palavras indutoras das evocações. A análise revelou elementos referentes ao brincar, amor, alegria, desenvolvimento, aprendizagem, cuidado, etapa de vida, carinho e liberdade. Utilizando na análise o quadro das quatro casas de Vergès, observamos que o núcleo central contém evocações relacionadas a “brincadeiras” e ao “amor”. Os elementos intermediários referem-se ao contexto (escola) e às reminiscências e marcas da infância. Evocações relacionadas às vivências pessoais das professoras foram destacadas no sistema periférico, que protege o núcleo central. No terceiro momento, buscando compreender a dinâmica da representação, foram realizados dois grupos focais. A análise revelou a existência de interseção definindo duas categorias, em torno das quais são evidenciados os diferentes significados que circulam nas representações das professoras: a infância vivida (baseadas nas vivências das professoras) e as brincadeiras (baseadas também nas vivências, bem como nas comunicações e trocas diárias entre elas). Na discussão, as professoras constroem a representação de si mesmas e de suas infâncias, considerando a criança como um “vir-a-ser” (cultura na construção da cultura), em virtude das mudanças que percebem no cotidiano pedagógico. A representação “brincar” e “amor”, que predomina no núcleo central da representação e vem impregnando o cotidiano da Educação Infantil desde os seus primórdios, sendo mesclado com as vivências das professoras, adquirindo uma conotação mais sociológica, fixada na sociedade, o que fortalece a “preservação das culturas infantis”. ________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT This study aims to analyze the social representations of childhood and child of teacher education centers Early Childhood City / DF. Therefore, we proceeded to a polimetodology approach based on the Theory of Social Representations (MOSCOVICI, 2011). The generation and data analysis was done in three moments. Firstly, we characterized the participants to identify their social, professional, and the group's profile. Secondly, we sought to identify the elements of social representation, using free association technique, and "child" and "child" as inducing words evocations. The analysis revealed elements for the play, love, joy, development, learning, care, life stage, love and freedom. Using the analysis the framework of the four houses of Vergès, we had observed that the core contains evocations related to "play" and "love." The intermediate elements refer to the context (school) and the reminiscences and childhood brands. Evocations related to the personal experiences of the teachers had highlighted at peripheral system, which protects the core. The third study, was trying to understand the dynamics of representation, were two focus groups. The analysis revealed that the existence of intersection can defining two categories, around which the different meanings circulating in the representations of the teachers are highlighted: the childhood (based on teacher’s the experiences) and games (also based on experiences and communications and daily exchanges between them). During discussion, teachers are constructing the representation of themselves and their childhoods, considering the child as a "come-to-be" (culture in the development of culture), because of the changes they perceive in everyday teaching. The representation of "play" and "love," which prevails in the core of representation and is imbuing the everyday childhood education from beginning, combining teacher’s experiences, acquiring more sociological connotation attached to the society, which strengthens the "preservation of children's cultures."
URI: http://hdl.handle.net/123456789/851
Etapa/Modalidade: Educacao Infantil
Appears in Collections:06.06.01 Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_AdailSilvaPereiradosSantos (1).pdfDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2016.1,2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.