Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/850
Título: A pesquisa de intervenção no desenvolvimento de competências matemáticas: um estudo com alunos do 5º Ano do Ensino Fundamental
Autor(es): Lopes, Maria Juliana de Freitas Carvalho
Orientador(a): Fávero, Maria Helena
Palavras-chave: Matemática - estudo e ensino - aspectos psicológicos;Psicologia da aprendizagem;Sistema de Numeração Decimal;Psicologia educacional
Data do documento: Feb-2017
Data de defesa: Dec-2016
Editor: Universidade de Brasília
Citação: LOPES, Maria Juliana de Freitas Carvalho. A pesquisa de intervenção no desenvolvimento de competências matemáticas: um estudo com alunos do 5º Ano do Ensino Fundamental. 2015. xi, 226 f., il. Dissertação (Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: Resultados de pesquisas nacionais e internacionais indicam que o ensino da Matemática tem se pautado prioritariamente pela utilização de regras e algoritmos formalizados. Observa-se que os alunos apresentam uma incompreensão da lógica do Sistema de Numeração Decimal, embora, como alternativa aos algoritmos formalizados, eles produzam suas próprias notações para a resolução de cálculos e situações-problemas. Contudo, esses procedimentos próprios dos alunos, que representam o raciocínio, na situação em questão, são, na maioria das vezes, desqualificados e rejeitados pelos docentes. Reforçando essa conjuntura, as publicações nos periódicos de Psicologia e Educação apontam um baixo desempenho dos alunos. Outros estudos apontam que são necessárias mudanças nas práticas de ensino e sugerem que os alunos sejam encorajados no uso de procedimentos pessoais de cálculos no processo de construção da compreensão dos algoritmos matemáticos formalizados. As publicações, analisadas neste estudo, evidenciam uma escassez significativa de pesquisas metodológicas de intervenção com alunos que apresentam baixo desempenho escolar. Considerando esses aspectos, esta pesquisa de mestrado teve como objetivo a realização de uma pesquisa metodológica de intervenção psicológica com alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, de uma escola pública do Distrito Federal, que eram considerados, por suas professoras, com baixo desempenho escolar em Matemática, visando o desenvolvimento de competências conceituais nessa mesma disciplina. Participaram dois alunos do quinto, um do sexo feminino e outro do sexo masculino, ambos com 11 anos de idade. A perspectiva metodológica adotada foi a desenvolvida por Fávero (2009a, 2009b, 2011, 2012). A coleta de dados foi dividida em duas fases. Na primeira, foi realizada a avaliação psicopedagógica das competências e dificuldades em Matemática. Evidenciaram-se dificuldades dos sujeitos quanto à lógica do Sistema de Numeração Decimal e a sua notação; além de competências em relacionar as palavras número às suas quantidades, realização de cálculos mentais de pequenas quantidades, competência para adicionar ou subtrair a partir de uma quantidade já existente, realização de contagem termo a termo, cardinalização e investigação de estados iniciais ou transformações de cálculos aritméticos envolvendo pequenas quantidades. Na segunda fase da coleta de dados, desenvolveram-se sessões de intervenção psicopedagógica interativas, focadas no desenvolvimento de competências relacionadas ao Sistema Numérico Decimal e sua notação. Os dados obtidos evidenciaram que: 1) os sujeitos passaram da negação do uso de materiais concretos, para a sua utilização como suporte para as resoluções de situações-problemas; 2) substituíram a ação de indicar uma resposta a um problema, de forma imediata, pela investigação de procedimentos pertinentes à sua resolução; 3) construíram a compreensão do valor posicional, do uso da vírgula nos números decimais e a função e o uso do numeral zero; 4) desenvolveram as competências relacionadas aos componentes do significado de número. Esses dados evidenciam a relação entre dificuldades e competências e demonstram que, por meio da intervenção psicopedagógica com foco na mediação semiótica, podem se desenvolver processos de tomada de consciência relativos aos conceitos matemáticos. ______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT Results of national and international research indicate that mathematics teaching has been guided primarily by the use of formalized rules and algorithms. It is observed that students present a logical incomprehension of Decimal Numbering System, though, as an alternative to formal algorithms, they produce their own ratings for solving calculations and problem situations. However, these very procedures of the students, representing the reasoning in the situation in question are, in most cases, disqualified and rejected by teachers. Reinforcing this juncture, the publications of journals in Psychology and Education indicate a low student performance. Other studies show that changes are needed in teaching practices and suggest that students be encouraged in the use of personal calculation procedures in the construction process of understanding of formal mathematical algorithms. Publications, analyzed in this study show a significant shortage of intervention methodological research with students with poor academic performance. Considering these aspects, this master's research aimed to carry out a methodological research of psychological intervention with students of the 5th year of elementary school, a public school in the Distrito Federal, which were considered by their teachers, with poor school performance mathematics, to develop conceptual skills that same discipline. Two students attended the fifth, one female and one male, both 11 years old. The methodological approach adopted was developed by Fávero (2009a, 2009b, 2011, 2012). Data collection was divided into two phases. At first it was carried out the psycho-pedagogical assessment of skills and difficulties in mathematics, focusing on the logic of the decimal numerical system and its notation. They showed up difficulties of the subjects on the logic of the decimal number system and its notation; as well as skills in relating the words number to their amounts, performing mental calculations of small amounts, the power to add or subtract from an existing amount, achievement term count term, cardinalization and investigation of initial states or transformations calculations arithmetic involving small amounts. In the second phase of the research, they have developed interactive pedagogical intervention sessions, focused on the development of skills related to the decimal numerical system and its notation. The data obtained showed that: 1) the subjects were denial of the use of specific materials to their use as a support for the resolutions situations problems; 2) replaced the action to indicate an answer to a problem, immediately, the research relevant procedures for resolution; 3) built an understanding of place value, the decimal point in the use of decimal numbers and function and use of the numeral zero; 4) developed skills related to components of the number of meaning. These data show the relationship between difficulties and skills and demonstrate that, through the pedagogical intervention focusing on semiotic mediation, may develop consciousness-making processes related to mathematical concepts.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/850
Etapa/Modalidade: Ensino Fundamental Anos Iniciais
Appears in Collections:07.05.01 Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_MariaJulianaFreitasCarvalhoLopes.pdfDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2015.3,15 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.