Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/735
Título: Configuração de sentido subjetivo de inclusão escolar constituido por professores de uma escola pública do Distrito Federal
Autor(es): Santos, Márcia Cabral dos
Orientador(a): Carvalho, Erenice Natália Soares
Palavras-chave: Inclusão escolar;Educação de crianças;Excepcionais;Escolas públicas
Data do documento: 23-Aug-2016
Data de defesa: 30-Mar-2012
Editor: Universidade Católica de Brasília
Citação: SANTOS, Márcia Cabral dos. Configuração de sentido subjetivo de inclusão escolar constituido por professores de uma escola pública do Distrito Federal. 2012. 164 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2012.
Resumo: Este trabalho objetiva compreender a configuração de sentido subjetivo de professores da educação infantil sobre inclusão escolar e sua implicações nas perspectivas docentes ante o processo de inclusão do estudante com necessidade educacional especial (NEE). Baseia-se na perspectiva histórico-cultural do desenvolvimento humano segundo Vigotski, para quem a deficiência infantil constitui um tipo peculiar de desenvolvimento no qual a criança constrói novas funções adaptativas e novos caminhos de desenvolvimento mediante interações favoráveis no meio social. A investigação baseia-se, ainda, na Teoria da Subjetividade de González Rey, considerando as categorias de subjetividade individual e social e de sentido subjetivo que proporcionam uma nova compreensão sobre o sujeito e sua constituição subjetiva. Os sentidos subjetivos expressam as significações e as emoções do sujeito, revelando os complexos processos de sua subjetividade e de seu desenvolvimento. Como metodologia de trabalho foi adotada a epistemologia qualitativa de González Rey, que viabiliza o estudo dos fenômenos humanos complexos constituintes da subjetividade em suas dimensões individual e social. O estudo de caso foi utilizado como método, incluindo instrumentos abertos e semiestruturados: roda de conversa, conversação individual e técnica de complemento de frases. Três professores de estudantes com necessidade educacional especial (NEE) incluídos na classe comum da educação infantil foram sujeitos da pesquisa. Verificamos que a configuração de sentido subjetivo sobre a inclusão escolar construída pelos docentes envolve sua emocionalidade e as relações estabelecidas com os estudantes nos espaços de atuação, envolvendo, ainda, família e comunidade escolar. Mostrou-se relevante para os professores a oferta de apoio sistematizado para aquisição de conhecimento na área de educação especial e inclusiva, essencial para seu envolvimento e participação na inclusão escolar de estudantes com necessidade educacional especial (NEE). Considerou-se que elementos da subjetividade individual e social dos participantes no espaço escolar foram constituintes da concepção de inclusão escolar dos docentes, revelados nas singularidades e expressas nas informações construídas no desenvolvimento da investigação. Abstract: This work aims at understanding the configuration of the subjective sense of elementary school teachers about school inclusion and its implications in the teaching perspectives related to the inclusion process of students with special educational needs (SEN). It is based on the historical-cultural perspective of human development according to Vygotsky, for whom child disability is a peculiar type of development in which the child builds new adaptive functions and new paths of development through favorable interactions in the social environment. The research is also based on the Theory of Subjectivity by González Rey, considering the categories of individual and social subjectivity and subjective sense they provide a new understanding about the human being and its subjective constitution. The subjective senses express the meanings and emotions of the individual, revealing the complex processes of his/her subjectivity and development. As a working methodology we adopted the qualitative epistemology by González Rey, which enables the study of the complex human phenomena that constitute human subjectivity in its individual and social dimensions. Case study was used as a method, including of open and semi-structured instruments: chat groups, individual conversation and the technique of sentences complementation. Three teachers of students with special educational needs (SEN) included inside a common class of elementary education were the participants. We concluded that the configuration of subjective sense about school inclusion which was built by those school teachers involves their emotions and the relationships established with students in the action environment, also involving families and school community. It proved to be relevant for teachers the offering of systematic support for the acquisition of knowledge in the area of inclusive and special education, essential for their involvement and participation in inclusion of students with special educational needs (SEN). It was considered that the participants individual and social subjective elements in the school space were constituents of teacher s concept of educational inclusion, revealed in singularities and expressed in the information built during the development of the research.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/735
Etapa/Modalidade: Educacao Infantil
Appears in Collections:02.03.07 Psicologia da Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcia Cabral dos Santos.pdf1,42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.