Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/1223
Título: O argumento do ajuste - fino em favor do teísmo
Autor(es): Santos, Luiz Gustavo Oliveira dos
Orientador(a): Portugal, Agnaldo Cuoco
Palavras-chave: Finalidade;Teleologia;Probabilidade;Finalidade
Data do documento: 15-Apr-2019
Data de defesa: 14-Dec-2018
Editor: Universidade de Brasília
Citação: SANTOS, Luis Gustavo Oliveira dos. O argumento do ajuste - fino em favor do teísmo
Resumo: O tema deste trabalho é o argumento teleológico, conforme vem sendo elaborado, criticado e defendido, principalmente, na atualidade. Assumindo uma posição de diálogo, ou mesmo de integração, entre ciência e religião cristã, mais particularmente a abordagem teísta, surge um importante papel para a filosofia, o de prestar um esforço argumentativo que extraia, dos dados da ciência, uma razoável conclusão em favor da existência de Deus. Inicialmente, serão apresentadas algumas intuições e inferências iniciais que dão forma ao argumento teleológico. Também será formalizada a famosa quinta via de Tomás de Aquino. Em seguida, os argumentos clássicos dedutivos, da tradição aristotélica e tomista, são atualizados para responder aos novos desafios que a ciência e a filosofia apresentam, até a contemporaneidade. Entre os defensores do argumento teleológico dedutivo atual, foram escolhidos os filósofos Regis Jolivet e Mariano Artigas. Na parte final, os argumentos indutivos, buscando uma abordagem probabilística a partir de critérios familiares à ciência, contornam, por sua vez, dificuldades apontadas nas versões dedutivas, visando trazer a avaliação da hipótese teísta em face das concorrentes hipóteses ateístas. Incluímos como defensores dessa abordagem os autores Richard Swinburne e Robin Collins. Assim, serão mostradas as críticas filosóficas e científicas feitas ao argumento teleológico em suas principais versões atuais, as respostas oferecidas em sua defesa e a elaboração, enfim, do argumento do ajuste-fino como forma de evitar as objeções científicas delineadas no desenvolvimento do trabalho. Portanto, mostraremos algumas possibilidades filosóficas de defesa do argumento teleológico, frente ao avanço científico e às objeções filosóficas atuais. Palavras-chave: ajuste-fino, finalidade, probabilidade, teísmo, teleologia.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1223
Etapa/Modalidade: Ensino Medio
Appears in Collections:02.03.08 Filosofia e Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luiz Gustavo - Dissertação de Mestrado Def.pdfDissertação (mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília, Programa de Pós - Graduação em Filosofia, 2018.712,96 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.