Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/1134
Título: Investigando a família e a escola no contexto educacional especializado de crianças de zero a três anos
Autor(es): Soeira, Albenira Alves Rodrigues
Orientador(a): Maciel, Diva Maria Moraes Albuquerque
Palavras-chave: Educação de crianças;Aprendizagem;Escolas - família
Data do documento: 6-Apr-2015
Data de defesa: 29-Jan-2019
Editor: Universidade de Brasília - UnB
Citação: SOEIRA, Albenira Alves Rodrigues. Investigando a família e a escola no contexto educacional especializado de crianças de zero a três anos. 2015. 220 f. Dissertação (Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Resumo: A atuação e o compartilhamento das responsabilidades da família e da escola com as crianças com deficiência ou consideradas de risco na primeira infância, têm evidenciado ser uma tarefa desafiadora. Estudos têm focalizado essa temática contemplando as fases da educação infantil ou alfabetização, ou ainda, abordando questões relacionadas à deficiência intelectual na alfabetização ou na educação infantil; mas são escassos os estudos que envolvam a clientela na primeira infância, ou seja, zero a três anos. O nascimento de uma criança com deficiência no seio familiar gera angústia e insegurança. A indicação e o encaminhamento dessa criança para um atendimento especializado podem oportunizar novas experiências para a família e, também, para a escola. Com base nas perspectivas teóricas da psicologia do desenvolvimento humano e psicologia cultural, este estudo pretende ampliar o olhar para uma visão sistêmica dos contextos e de suas inter-relações no processo da bidirecionalidade entre escola e família. Nessa direção, o estudo analisa a relação família-escola no contexto educacional especializado (AEE) de crianças com deficiências na faixa etária de zero a três anos. Participaram do estudo seis pais, seis professoras e seis alunos de duas instituições de ensino da rede pública localizadas em uma cidade da região Centro-Oeste onde funciona o AEE. Trata-se de uma pesquisa qualitativa etnográfica, que tende a contemplar de forma mais adequada os anseios do estudo. Os recursos metodológicos utilizados foram entrevistas semiestruturadas, observações nos contextos de atendimento com registro em vídeo e análise documental do projeto político pedagógico das escolas e da orientação pedagógica do contexto especializado. Os procedimentos de análise foram construídos por meio da interpretação das informações durante a pesquisa de campo, possibilitando a construção de quatro etapas de análise: a) descrição da dinâmica dos atendimentos, b) relato das histórias familiares utilizando o recurso de crônicas literárias, c) microanálise de três episódios das videogravações, e d) as concepções de pais e professoras acerca dos temas: Desenvolvimento humano e deficiência. As análises dos resultados demonstraram a interação harmoniosa entre pais e professoras nos assuntos que envolviam os alunos, a importância do atendimento para as famílias e para a própria escola, bem como o respeito às características individuais de cada um dos participantes por seus pares. A pesquisa permitiu, ainda, observar a necessidade de aprofundamento na formação continuada das professoras, o fortalecimento e empoderamento das famílias, suas atribuições e valorização, assim como o subsídio de práticas pedagógicas e ações conjuntas em prol do desenvolvimento das crianças e suas famílias. O estudo propiciou questionamentos para futuras pesquisas como a reflexão da prática pedagógica cotidiana pelos professores atuantes nesses contextos. Palavras-chave: Atendimento educacional especializado, educação infantil, família e escola. Abstract: The acting and the sharing of family and school responsibilities with children with disabilities or children considered at risk in early childhood have shown to be a challenging task. Studies have focused on this theme contemplating the stages of early child education or literacy, or exposing issues related to intellectual disability in literacy or in early child education; but there are few studies involving the children in early childhood, that is, from zero to three years old. The birth of a child with disability causes anguish and insecurity. The indication and the guiding of the child with disability for specialized educational service can give opportunity to new experiences for the family and also for the school. Based on the theoretical framework of human development and cultural psychology, this study aims to broaden the perspectives for a systemic view of the contexts and their interrelations in the bidirectional process between school and family. Therefore, the study analyses the family-school relationship in specialized educational service setting (AEE – atendimento educacional especializado) of children with disabilities in the 0-3 age group. The research participants were six parents, six teachers and six students from two AEE public educational institutions located in a Midwest region town. It is an ethnographic qualitative research, which tends to look more adequately to the concerns of the study. The methodological resources were semi-structured interviews, observations in service settings with video recording, and documentary analysis of the political pedagogical project of the schools and pedagogical orientation of the specialized context. The analysis procedures were constructed through information interpretation during the field research, enabling the construction of four stages of analysis: a) description of the service dynamics, b) reporting of family stories using literary chronicles, c) microanalysis of three video recordings episodes, and d) parents’ and teachers’ conceptions on the themes: human development and disability. The result analysis demonstrated the harmonious interaction between parents and teachers in the matters involving students, the importance of the service for the families and for the school, as well as respect to individual characteristics of each participant by his/her peers. We have also observed the need for deepening in teachers continuing education, family’s strengthening and empowerment, their duties and appreciation, as well as supporting pedagogical practices and joint actions for the development of children and their families. The study provided questions for future researches as a reflection of daily teaching practice by teachers working in these settings. Keywords: specialized educational service, early childhood education, family, school.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1134
Etapa/Modalidade: Educacao especial
Appears in Collections:13.01.01 Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_AlbeniraAlvesRodriguesSoeira.pdfDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento, 2015.1,78 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.