Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/1121
Título: A voz dos eventos sociais : uma construção pela atividade de textos e de discursos
Autor(es): Bento, André Lúcio
Orientador(a): Corôa, Maria Luiza Monteiro Sales
Palavras-chave: Análise do Discurso Crítica;Gêneros Textuais;Matriz Genérica;Matriz Discursiva;Eventos Sociais
Data do documento: 28-Jan-2019
Data de defesa: 2-Dec-2011
Editor: Universidade de Brasília
Citação: BENTO, André Lúcio. A voz dos eventos sociais: uma construção pela atividade de textos e de discursos. 2011. 207 f. Tese (Doutorado em Linguística)—Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Resumo: Com a convicção de que a linguagem humana gera sentidos em contextos sociais, de que ela é um sistema sociossemiótico que nos capacita a representar o mundo e a interagir por meio de textos e de que ela é um dos elementos da escala social que afeta e é afetado por fatores de ordem ideológica, simbólica, política, institucional, entre outros, esta tese tem o objetivo de interpretar como os textos, realizados em gêneros, organizam e constroem o momento discursivo dos eventos sociais. Outra convicção teórica que norteia este trabalho, de cunho qualitativo, é a de que o discurso compreende modos de representação, constitui as estruturas, as práticas e os eventos sociais, além de construir identidades e relações de poder, legitimando-as ou transformando-as. As conclusões desta tese apontam para o fato de que o momento discursivo dos eventos sociais pode ser cingido, para fins unicamente analíticos e didáticos, em uma dimensão mais retórica, a matriz genérica, e em uma dimensão mais ideológica, a matriz discursiva. A primeira corresponde à estruturação funcional predominante nos eventos, fazendo com que eles atuem na sociedade nos planos retóricos do argumentar, do narrar, no injungir, do expor/explicar, do predizer ou do dialogar. A segunda, a matriz discursiva, corresponde ao conjunto das configurações ideológicas e simbólicas que se constrói a cada evento que se realiza na sociedade. A junção indissociável dessas duas matrizes constitui a “voz” dos eventos sociais, uma construção que se dá pela ação que os textos, realizados em gêneros, possibilitam no nível dos eventos. Os principais aportes teóricos em que se baseia esta tese provêm da Análise de Discurso Crítica (FAIRCLOUGH, 2001, 2003 e 2006; CHOULIARAKI & FAIRCLOUGH, 1999), da Linguística Sistêmico-Funcional (HALLIDAY, 1994; HALLIDAY & MATTHIESSEN, 2004; Eggins, 2002 e 2010) e da Teoria da Multimodalidade (KRESS & van LEEUWEN, 2006; KRESS, 2010; JEWITT & KRESS, 2008). Para as considerações em torno da conceituação dos gêneros (textuais), seu papel na organização social e sua estrutura de composição, as contribuições residem nas proposições de Bakhtin (2010), Adam (2008), Bronckart (1999), Fairclough (2001 e 2003), Miller (1994), Jordan (1997), Marcuschi (2005 e 2008), Trimble (1985) e Swales (1990). ______________________________________________________________________________ ABSTRACT en dc.description.abstract With the conviction that human language creates meanings in social contexts, that it is a sociosemiotic system which enables us to represent the world and interact via texts and that it is one of the elements of the social scale which affects and is affected by factors of ideological, symbolic, political and institutional order, among others, this thesis aims to interpret how texts, realized in different genres, organize and build the discursive moment of social events. Another theoretical conviction that guides this work, of qualitative character, is that that discourse includes modes of representation, constitutes the structures, practices and social events, and builds identities and power relations, legitimizing or transforming them. The conclusions of this thesis point to the fact that the discursive moment of social events can be encompassed, solely for analytical and educational purposes, by a more rhetorical dimension, the genre matrix, and by a more ideological dimension, the discursive matrix. The first corresponds to the functional structure predominant in events, causing them to act in society in the rhetorical planes of argumentation, narration, injunction, exposition/explanation, prediction or dialogue. The second, the discursive matrix, corresponds to the set of ideological and symbolic configurations which are constructed on each event that takes place in society. The indissoluble junction of these two matrixes constitutes the "voice" of social events, a construction which occurs by the action that texts, realized in different genres, make possible in terms of events. The main theoretical framework on which this thesis is based comes from the Critical Discourse Analysis (FAIRCLOUGH, 2001, 2003 and 2006; CHOULIARAKI & FAIRCLOUGH, 1999), the Systemic-Functional Linguistics (HALLIDAY, 1994, HALLIDAY & MATTHIESSEN, 2004; EGGINS , 2002 and 2010) and the Theory of Multimodality (KRESS & van LEEUWEN, 2006; KRESS, 2010, JEWITT & KRESS, 2008).For the considerations about the concept of (textual) genres, their role in social organization and the structure of their composition, contributions lie in the propositions of Bakhtin (2010), Adam (2008), Bronckart (1999), Fairclough (2001 and 2003 ), Miller (1994), Jordan (1997), Marcuschi (2005 and 2008), Trimble (1985) and Swales (1990).
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1121
Etapa/Modalidade: Ensino Medio
Appears in Collections:09.02.02 Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_AndréLúcioBento.pdfTese (doutorado)-Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2011.17,74 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.